"Para não fazeres ofensas e teres dias felizes, não digas tudo o que pensas, mas pensa tudo o que dizes." Antonio Aleixo

Free Web Counter
Segunda-feira, 8 de Novembro de 2004

LUZES DO NADA!!!

christmas-tree-2.jpg


Mesmo a abarrotar, as grandes superfícies começam a ficar cheias, parecemos as pessoas mais ricas do mundo.
Olhamos prateleiras,
e nada nos contenta, tudo achamos pouco para a tal noite que chamam de Natal.
Será que todos têm o tal Natal? Então e os outros dias?
Foram ou são de quê?
De ignorância, então dizemos não é comigo o problema...é com os outros, sem coragem sequer de apontar os culpados.
Hipocrisia...constante, será que nos queremos confundir com esse rebanhito?
Então e os sem emprego?
Os sem casa?
Os jovens licenciados desempregados?
Os sem abrigo?
Os abandonados em lares, alguns pelos próprios filhos!!! Mas é Natal!!!
Nada nos afecta, é Natal, as lâmpadas ofuscam a nossa consciência, e cegam-nos, não nos deixam ver, porque o brilho é grande, a miséria que nos envolve.
Afinal somos ou queremos ser coniventes nesta hipocrisia, em que tudo são sorrisos, em que os apertos de mão são diferentes, nem os mortos são esquecidos, também têm direito à sua flôr, é isto que é Natal?
Luzes cintilando, sinos tocando nas ruas da cidade, nas aldeias, capelas iluminadas, e assim se confunde a barriga dos fartos, esquecendo os que nada têm.
Falando vos um pouco do consumismo, quantos cartões de crédito ficam sem saldo, mas não importa, é Natal!!!
Como é que ficamos? Parecendo que tudo passou e nada existe e que os problemas da sociedade estão resolvidos.
Deixai-me GRITAR!!! É MENTIRA!!!!! OS PROBLEMAS CONTINUAM!!!!!!!!
Deixai-me DIZER-VOS, PARA ALGUNS COM MAIS ACENTUAÇÃO, porque estes estão desempregados, outros não têm abrigo, outros não têm ceia, porquê dizer ceia se nem jantar têm!
Mulheres maltratadas, homens marginalizados, crianças abandonadas e tantos sem abrigo.
EU GRITO, QUERO GRITAR!!!!
Porque só serei feliz quando os ideais que defendo sejam verdade para todos, e que as luzes cintilem em todas as casas e corações, que as montras estejam iluminadas para todos, que ao pé de mim veja gente sem fome, com emprego, com casa, com abrigo e todos num grito único. Então EU GRITO, ESTE ERA O MEU SONHO, porque é o sonho da LIBERDADE!!

Continua........no próximo artigo, reflecte neste, e assim não te admirarás com o próximo, será mais contundente porque esta é a minha liberdade.
publicado por Solidário às 22:11
link do post | comentar | favorito
|
14 comentários:
De Anónimo a 12 de Novembro de 2004 às 22:38
Passei só para lhe dar um beijo e para lhe dizer que estou maravilhada com a sua luta que é notória. Continue Santos Sampaio porque os factos demonstrados diariamente tal como o congresso de hoje de um certo partido bem o demonstram, também gostei muito das flores que nos brinda no seu agradecimento. Tenha forças para lutar e responder a quem lhe pede.BeijoSofia
</a>
(mailto:sofia@sapo.pt)


De Anónimo a 12 de Novembro de 2004 às 06:21
Achei bastante curioso o nome do blog, porque a Liberdade hoje em dia é cheia de regras, o que só por isso infringe a única regra que deveria ter, a de ser livre.
Quando trabalhamos e somos muitas vezes mal pagos, sofremos pressões e apetece-nos dar um GRITO, então, pensamos em todas as contas a pagar, filhos para educar e vamos cedendo a nossa LIBERDADE. Há leis para nos proteger, mas o lobby e os interesses estão bem instalados, que já vimos policias a serem presos porque se defenderam contra um assaltante, que entretanto está em liberdade.
Quando nos apercebemos dizemos, "com a idade ficamos mais calmos, lutar para quê? Não podemos combater os grandes".E assim damos-lhe ainda mais poder para nos tirarem a nossa LIBERDADE. E se for preciso, o nosso colega do lado até da uma ajuda para nos deitar abaixo, o mesmo que nos deseja "Bom Natal".
Enquanto a pobreza e a injustiça for benéfica para o Poder instalado, não há qualquer interesse em acabar com ela.
Santos sampaio há duas luzes que ofuscam os Portugueses, as férias e o natal, resumindo-se a uma só palavra, dinheiro. São as duas alturas do ano em que os Portugueses têm mais dinheiro. E como o que importa é parecer e não sê-lo, vendem a sua liberdade e as vezes até dignidade em prol da luxuria.
Como nem tudo o que luz é ouro, passam o ano a pagar o cartão de crédito para quando chegar a altura possam novamente levar o cartão ao limite.
Precisamos acima de tudo mudar mentalidades e incutir valores, aqueles que Você aqui tão bem define e dignifica criando neles também uma luz, que não ofusca mas torna tudo mais transparente...ObrigadoJP
</a>
(mailto:jfc_santos@msn.com)


De Anónimo a 11 de Novembro de 2004 às 23:44
Estou a fazer uma tese, dentro da área social e comportamental e ao fazer uma pesquisa na internet, encontrei este blog, não só fiquei supreendido com o conteúdo, mas com a inteligência pertinente de quem escreve os artigos. Faço de todos os comentários anteriores a minhas palavras, pois estando eu ligado ao comportamento social, este tipo de atitudes são por mim todos os dias analisadas. Fiquei muito interessado em contactá-lo Santos Sampaio, pois seria a pessoa indicada para me ajudar no trabalho que estou a desenvolver. Irei enviar-lhe um mail para podermos trocar algumas ideias e opiniões e talvez possa contribuir para a sua caus atão nobre e justa e a uma só voz possamos GRITAR pela LIBERDADE. Peço que me responda e agradeço a sua partilha de opiniões com todos aqueles que por aqui passam. Um abraçoSamuel
</a>
(mailto:samuel28@hotmail.com)


De Anónimo a 11 de Novembro de 2004 às 23:24
Sara quando diz que andava a visitar Blogs, logo teve que parar neste canto; onde a preocupação maior, é, que todos sejam ouvidos com direitos. É que Liberdade tem um conteúdo tão rico e tão pertinente que jámais podemos ficar silenciados perante os oprimidos e explorados.Fico contente por têr sentido o conforto que necessitava. Mas vou segredar-lhe ao ouvido...possívelmente voçê é uma das exploradas.E a minha luta e de tantos que me acompanham, é que fascismo nunca mais, por isso grito como muitos mais, NÃO... NÃO...A LIBERDADE VENCERÁ. Volte sempre e deixe que lhe dê um beijo de muita amizade solidária. Santos Sampaio
(http://vozdaliberdade@sapo.pt)
(mailto:vozdaliberdade@sapo.pt)


De Anónimo a 11 de Novembro de 2004 às 23:06
Helena Martins muito obrigado por me têr visitado,e perdido algum do Seu tempo a lêr-me.Retive a afirmação simpática que faz,(quando chama ao blog um canto de conforto)pretendo que assim seja,pois jámais posso sentir-me realizado, ou feliz, quando sei que tantos não têm nada,será numa luta pertinente que podemos fazêr algo, e muito há a fazêr.Responderei ao seu Mail e terei muito gosto em tê-la no Colóquio da LIBERDADE.Visite este canto sempre que queira ele é seu. Um beijo de Carinho e Solidariedade. Santos Sampaio
(http://vozdaliberdade@sapo.pt)
(mailto:vozdaliberdade@sapo.pt)


De Anónimo a 11 de Novembro de 2004 às 22:51
Obrigado K por mais uma vêz ter passado por este canto, onde se canta permanentemente LIBERDADE.Voçês são de facto, extraordinários, pelo o muito que dizem. Voçê propocionou-me uma enorme alegria, por dois factores importantes.-1ºComparou de forma inteligente, as promessas dos politícos com o cinísmo do (até depois, BOM NATAL)2º noto com alegria que também já grita por LIBERDADE, o que quer dizêr, que sente as injustiças a que diáriamente são submetidos tantos dos que fazem a riqueza deste País. Acredite, deu-me um grande presente, pois sei que se está a tornar solidário.Não esqueça que este canto também é seu, e unidos podemos fazer muito.Um abraço de SOLIDARIEDADE:Santos Sampaio
(http://vozdaliberdade@sapo.pt)
(mailto:vozdaliberdade@sapo.pt)


De Anónimo a 11 de Novembro de 2004 às 18:01
Santos Sampaio, gostei muito do artigo, em especial a última parte, num momento de desilusão, em que sentimentos se misturam, o da revolta, da injustiça e da maldade, foi com profundo prazer que ao navegar nos blogs do sapo encontrei o seu.
Partilho o seu SONHO, a sua causa é muito bonita e justa, onde reflecte que sabe onde começa a sua liberdade e também onde acaba, onde a palavra "Dignidade" têm sentido e valor.
As suas palavras deram-me o conforto que necessitava. Obrigada e beijinhoSara
</a>
(mailto:smbc@msn.com)


De Anónimo a 10 de Novembro de 2004 às 16:15
É a primeira vez que passo neste blog e artigo que escreveu para a mulher despertou em mim a curiosidade de ver todos os anteriores, fiquei estupefacta por ver a forma como escreve e aborda os assuntos. É realmente agradavel ver alguém que têm valores e os defende. Sinto que estou a falar de um GRANDE HOMEM que utiliza o blog como meio de tentar incendiar os corações de quem o lê destruindo o gelo que neles habita. No entanto, só fala assim quem já sofreu, e sofre como aquilo que vê e observa. Irei enviar-lhe um mail espero que me responda e gostaria de ir ao seu colóquio.
UM GRANDE BEM HAJA, um GRANDE BEIJO de Agradecimento por ter criado um canto de conforto para quem o visita, encontrando nas suas palavras a "esperança" que parece querer desaparecer.Helena Martins
</a>
(mailto:helena.martins@sapo.pt)


De Anónimo a 10 de Novembro de 2004 às 14:59
Afinal o que significa a palavra Natal? Num dicionário encontramos o seguinte: respeitante a nascimento;
natalício;
pátrio;
quando usado como adj., no caso de ser um s.m;
dia ou época em que se comemora o nascimento de Jesus Cristo (grafado com inicial maiúscula);
dia do nascimento.
Após ler e reflectir, vejo que o que se comemora em nome do Natal, vêm de facto das LUZES DO NADA.
O vazio deu lugar aos valores da grande maioria de nós, Portugueses. Nós não cumprimentamos as pessoas com um simples "Bom Dia", mas no Natal todos retorquimos "Bom Natal". Faz-me lembrar os politicos em campanha eleitoral. E infelizmente o mundo parece feito à medida para os espertos e calculista, e lamento que nesta época também haja aqueles que se aproveitam do espirito natalesco e apareçam um série de campanhas de solidariedade falsas, levando a que muitas pessoas não contribuam para causas justa, porque hoje a nossa PALAVRA equivale a NADA.
Cabe a cada um de nós tentar contribuar para um mundo melhor, GRITANDO por LIBERDADE. Como sempre Santos Sampaio, disserta de uma forma frontal, livre e mostra a revolta de todos aqueles que lutam por uma vida mais justa. Um beijo de respeito. Estou ansiosa pelo próximo artigo!!K
(http://vozdaliberdade.blogs.sapo.pt)
(mailto:ss@ss.pt)


De Anónimo a 9 de Novembro de 2004 às 17:42
Tal como diz BERNARDO o Natal é quando queremos, mas este querêr exige-nos disponibilidade, mental e solidária, e como sabe ninguém quer ouvir ninguém. A resposta é sempre a mesma (AGORA NÂO TENHO TEMPO)ao negarmos uns escassos minutos ao que está menos bem, mais não estamos a fazêr do que lhe negar o nosso natal,batêr nas costas é fácil quando tudo parece fácil,mas possívelmente não é esse o presente que o amigo ou amiga estavam a precisar.Enquanto assim fôr, e verificar toda esta hipocrisia, gritarei sempre por maior SOLIDARIEDADE e quando a mesma existir sentir-me-ei feliz porque o Brilho das Lampadas terâo a mesma Luminusidade para os muito bem os menos bem e os que não sabem sequer o que é o bem.Obrigado por passar por este canto, volte e comente sempre, dar-me-á muita satisfação.Um abraço de SolidariedadeSantos Sampaio
</a>
(mailto:vozdaliberdade@sapo.pt)


Comentar post

blogs SAPO

.subscrever feeds