"Para não fazeres ofensas e teres dias felizes, não digas tudo o que pensas, mas pensa tudo o que dizes." Antonio Aleixo

Free Web Counter
Segunda-feira, 29 de Novembro de 2004

ENFEITES DE NATAL!!!

santana.JPG


Este espaço VOZ DA LIBERDADE NÃO É MEU. É nosso...
Sobretudo dos explorados e dos que nem sempre têm espaço para gritar, o meu GRANDE AMIGO ARLINDO, comentou de tal forma o artigo referente aos ENFEITES DE NATAL, que entendi que era o seu comentário que merecia reflexão e ser comentado, pois aqui está. Para os que quiserem comentar.
"Amigo e estimado Santos Sampaio, venho expressar o meu comentário aos “Enfeites de Natal”, expresso neste excelente Blog que não é mais do que a VOZ DA LIBERDADE. Na verdade, o Blog da sua autoria expressa com coragem e sem quaisquer preconceitos (tanto neste artigo como nos outros), o que os portugueses desejam expressar, até aqueles que admiram, gostam, e simpatizam com as laranjas.
Admiro a sua coragem e persistência na resolução dos problemas dos que mais precisam, apesar dos grandes entraves que aparecem e aparecerão ao longo da sua luta. Só que na verdade, os grandes lutadores têm sempre alguém ao seu lado.
“O GRANDE ERRO DO HOMEM É AQUELE QUE NÃO FAZ NADA POR PENSAR QUE FAZ TÃO POUCO”
Quanto a problemática do nosso Dês-Governo, podemos acrescentar: o endividamento; os baixos salários; falta do poder de compra; as desigualdades sociais; os cercos aos meios de informação; as contradições inadmissíveis dos nossos “governantes”; a falta de rigor na governação; não esquecendo o Orçamento de Estado que não é mais do que tentar “lavar a cara com água suja” etc, etc……
Enfim são mil e um comentário que poderíamos fazer ao Des-Governo.
Quanto a árvore de Natal, adorei o enfeito. Só que no ano zero (a 2004 anos atrás) a estrela brilhava e anunciava a vinda de um “SALVADOR”, na estrela da árvore de Natal do Blog, por mais que olhe não encontro nenhum salvador. Porque será?????
Os frutos da árvore são apenas 10 laranjas, com cara de PLAYBOYS. Desculpe, mas são poucas laranjas, tendo em conta o número de laranjas nomeadas para estarem no top. Só em menos de um terço de um ano foram mais de 1.200.
Talvez essas laranjas representam alguns cargos políticos. Os quais, como demonstra na árvore estão perto da explosão, já se nota a faísca, e pela luminosidade pouco vai passar do Natal. Na verdade gosto de laranjas, mas daquelas que espremidas têm muito sumo e com pouca acidez, o que é o inverso das nossas actuais laranjas. Ou seja, gostava daquelas que já tivemos e desprezamos.
Infelizmente, não podemos juntar Rosas a nossa árvore de Natal. Essas, apresentam-se cheia de espinhos. Apesar de apresentarem bom aspecto, bonitas com caras de PLAYBOYS, tal como as laranjas, não tem quaisquer cheiros. Ou seja, são também para enganar o ZÉ-POVINHO!!!!!!!!!!!!!!!!!.
BASTA IR AOS SUPERMERCADO E COMPROVAR!!!! NA VERDADE PRECISAMOS DE FRUTOS E/OU FLORES MAIS SENSÍVEIS."
publicado por Solidário às 00:16
link do post | comentar | favorito
|
12 comentários:
De Anónimo a 20 de Dezembro de 2004 às 21:42
É sempre com agrado que vejo gente nova a passar por este blog e naturalmente sendo a voz da liberdade é suposto que os comentários sejam de toda a ordem. Os únicos não admitidos e que seriam apagados seriam os de ordem pornográfica, na medida em que este blog está vocacionado para problemas reais de conteúdo social. Assim, como dono do mesmo o que me custa referir, porque este é um blog de todos, não podia deixar de comentar o comentário da manekas.
Ponto 1- o comentário da manekas não foi feito ao artigo em questão.
Ponto 2- Foi comentar e pôr em dúvida fazendo uma afirmação pertinente, dizendo que o comentador Césr se escondia atrás de um email inexistente, naturalmente que não podia ficar silenciado e convidar a manekas a experimentar enviar um email para o referido endereço que diz inexistente.
Ponto 3- O email não é inexistente, e mesmo que o fosse não haveria qualquer problema, pois este canto é um canto de liberdade e cada um é livre de colocar o endereço de email que entenda, existente ou não.
Ponto 4- A pessoa em causa, que eu conheço, colocou o nome real, é-me dado a observar que o César comentou dia 12 e a sua observação manekas foi feita a dia 17, naturalmente que em 5 dias há muito dialogo e muito diz que não diz, mas felizmente não sou incauto e bem percebo os comportamentos, só que estou preparado para tudo, sem medo de nada, porque este é de facto o blog da Voz da Liberdade. Pena tenho não poder fazer todos os comentários porquanto desde que criei o email vozdaliberdade, os visitantes preferem usar esse meio para comentar e não teria justificação estar a comentar de 2 formas, uma vez que a minha preocupação não é numérica, mas sim discutir o que se pode fazer socialmente em favor de um estado melhor.
Por fim, deixo aqui o meu lamento por haver tantas preocupações sociais, as quais supostamente deve ter algum conhecimento, no entanto a sua preocupação é que um comentador tem um email inexistente, que não corresponde há verdade. Mas volte sempre porque preocupações além de me deixarem satisfeito, porque conheço os efeitos do diz que não diz, despertam em mim mais interesse por aqueles que de facto esquecem os problemas reais e desculpar-me-a têm tempo para as (tricas).Santossampaio
</a>
(mailto:vozdaliberdade@sapo.pt)


De Anónimo a 17 de Dezembro de 2004 às 23:16
Porqueé que o César se esconde atrás de um e-mail inexistente?manekas
</a>
(mailto:manekas54@hotmail.com)


De Anónimo a 12 de Dezembro de 2004 às 13:13
Os mesmos criminosos que assassinaram quem queria governar este país com objectivos sérios. E que agora tudo fazem para encobrir os seus actos.Cesar
</a>
(mailto:wushulx@eusei.com)


De Anónimo a 12 de Dezembro de 2004 às 13:10
Espero não ter ferido as susceptilidades de ninguém.
Não sou reformado, mas sei o que são as reformas em portugal.
Nasci em angola, e vim para portugal com a minha família em 1975.
Os meus avós, que trabalharam a vida inteira - o meu avô começou com 12 anos, tinham reformas miseráveis.
Posso dizer que as duas juntas não chegavam aos 200 euros... nem perto disso.
Tudo o que construiram durante uma vida foi-lhes retirado, e nunca foram ressarcidos das suas perdas. Sei o que é não ter dinheiro para comer, e não ter livros para a escola, calças para o inverno, e sapatos que não tenham buracos em tempo de chuva.
Sei o que é começar a trabalhar aos 15 anos para poder continuar a estudar e para não passar fome. E tenho apenas 31.
É por isso meus amigos, que eu nunca votaria PS ou PC. Não quero que mais tarde os meus filhos tenham que passar pelo mesmo, por tudo aquilo que eu poderei ter construido com uma vida de sacrifícios me ter sido usurpado por um estado governado por criminosos.Cesar
</a>
(mailto:wushulx@eusei.com)


De Anónimo a 12 de Dezembro de 2004 às 12:55
Se nos despirmos de cores políticas e olharmos para o que tem acontecido ao nosso país desde que Sá Carneiro foi morto, e aproveito a oportunidade para recriminar o facto dos partidos socialista e comunista não terem votado favoralmente à aprovação do relatório da comissão científica que investigou o atentado de camarate e à abertura do inquérito judicial, durante os governos do partido socialista, o país andou para trás.
E quem tem as reformas que tem hoje, muito deve ao governo de Cavaco Silva que uma das primeiras coisas que fez foi dar aumentos substanciais de reformas, que estavam praticamente congeladas há anos pelo governo de Mario Soares.
Mas a memória dos portugueses é tão curta como as reformas.Cesar
</a>
(mailto:wushulx@eusei.com)


De Anónimo a 12 de Dezembro de 2004 às 12:42
Realmente até hoje ninguém mudou certas regras que estão instituídas e que são não apenas claramente injustas, mas que chegam até por vezes a assumir certos contornos criminosos.
Mas a questão que coloco é: Os portuguese acreditam que será o partido socialista que o fará? Tal como acreditaram antes e elegeram António Guterres... e que fez o que fez ao país.
Meus caros, já não há margem nenhuma para falhar.
E um próximo governo do partido socialista poderá atirar-nos para uma posição de país de terceiro mundo, sermos excluidos da comunidade europeia, deixarmos de usufruir dos fundos estruturais que temos recebido todos os anos, e que foram mal aplicados pelo govenro de antonio gueterres. E aí meus amigos, mais nada poderemos fazer, a não ser esperar pela intervenção do Fundo Monetário Internacional, para que sejam mantidos os mínimos de funcionamento das instituições públicas. Pouco faltou há pouco tempo atrás. Cesar
</a>
(mailto:wushulx@eusei.com)


De Anónimo a 12 de Dezembro de 2004 às 12:27
Mas algo que de facto está muito errado há muito tempo é o valor das reformas em portugal. É uma verdadeira vergonha que o primeiro-ministro ganhe 23 vezes o ordenado mínimo ( máxima relação na comunidade europeia, a título de exemplo na holanda ganha 10x ) e que haja reformas que mal chegam para comprar a comida para o mês.
Mas eu pergunto, quando foi que tal começou? foi agora? Ou o grande problema teve como princípio o desgoverno após o 25 de abril, e continuado sob a governação de mário soares? em que a inflacção acercava-se todos os anos dos 20%, mas os salários e as pensões não?Cesar
</a>
(mailto:wushulx@eusei.com)


De Anónimo a 12 de Dezembro de 2004 às 12:18
Vejo este blog repleto de cravos, flores que eu muito aprecio, apesar de não comungar dos valores enganosos que servem de base a um partido portugues que as usa como porta-estandarte.

Continuando, um erro que as pessoas cometem é culpar o actual governo pelas condições em que o país vive nesse momento.
Erro crasso, atendendo ao facto dos portugueses terem perdido qualidade de vida e poder de compra durante os ultimos 8-9 anos. basicamente, desde que guterres foi eleito e atirou o país para uma situação de total bancarrota.Cesar
</a>
(mailto:wushulx@eusei.com)


De Anónimo a 2 de Dezembro de 2004 às 14:43
É com orgulho que vejo reconhecido,por pessoas que eu admiro, a inteligência de alguém com quem diariamente partilho opiniões, nesse aspecto sou uma pessoa privilegiada, não acham?. Quanto ao artigo em questão, apenas me lembro de um ditado "contra factos não há argumentos". Quero deixar uma mensagem, que no futuro não tenhamos de estar a abordar este género de assunto. gigi
</a>
(mailto:gigi@iol.pt)


De Anónimo a 1 de Dezembro de 2004 às 01:33
Dr. Arlindo, li o comentário que escreveu para o blog Voz da Liberdade, que Santos Sampaio continua dizendo que não é pertença dele mas de todos os oprimidos e daqueles que lutam pelo mudar da miserável vivência de outréns. Você que me conhece e sabe que vivo de uma misera reforma de 212 EUR, com uma operação feita a uma escoliose, continuo a fazer aquilo que nem posso, a que os bem colocados me obrigam. Pois assim estes senhores que felizmente ontem cairam a isso proporcionaram, até esperei pelo andar da (carruagem) que daqui a algum tempo não houvesse dinheiro para me pagarem a misera reforma que recebo, Obrigado Arlindo pelo seu artigo e por sentir também a necessidade dos que gritaram de facto por uma mudança de (des) governo. Um Abraço do Carlos e os meus respeitosos cumprimentos à Sua Mulher Gigi.Carlos Oliveira
</a>
(mailto:carlosoliveira@sapo.pt)


Comentar post

blogs SAPO

.subscrever feeds