"Para não fazeres ofensas e teres dias felizes, não digas tudo o que pensas, mas pensa tudo o que dizes." Antonio Aleixo

Free Web Counter
Domingo, 8 de Maio de 2005

ANNUNTIO VOBIS GAUDIUM MAGNUM HABEMUS VOZ DA LIBERDADE EMINENTISSIMU AC REVERENDISSIMO DOMINUM VOZ DA LIBERDADE...

papa.jpg



Depois desta ausência, forçada por razões de trabalho e também para ter tempo de responder aos muitos mail's recebidos, SAÚDO-VOS com Amizade e tal como o título vos anuncia em latim, cá temos VOZ DA LIBERDADE.
Muito temos que falar, muitas situações aconteceram desde eleições, datas importantes, alterações nas direcções de partidos políticos, morte de um PAPA, eleição de outro e que outro!
E por fim para preencher o ego dos mais (conscienciosos), a discussão sobre a capacidade da mulher, o seu direito decisório de ser dona do seu próprio corpo, sem interferências políticas ou religiosas, para em consciência decidir quando mais nada puder acontecer se pode, se deve ou não abortar, deixemo-nos de cínimos, discutamos com descernimento, com verdade, honestidade, liberdade, sem medos dos direitos da mesma.
Matéria bastante, pertinente, sujeita a todo o tipo de comentário, mas que os mesmos sejam o fundamento real da razão deste blog, VOZ DA LIBERDADE!! Não estamos subsidiados, ligados a qualquer partido político e esta informação é dada antes dos comentários, para que nos mesmos ou nos mail's não nos venham observações a quererem-nos ligar ou conotar a qualquer um partido político, o único partido que aqui é defendido é a razão dos que têm razão, é a verdade dos que defendem a verdade e é o sentirmos que aqueles que não podem falar têm alguém sem lamechices que fala por eles, que os defende até que a vida nos permita.
Cá espero os vossos comentários para todas estas perguntas pertinentes, responderei a todas de acordo com a disponibilidade do meu tempo bem como os mail's recebidos, porque este é de facto o sentido de um blog.
Fiquem BEM...
publicado por Solidário às 03:18
link do post | comentar | favorito
|
15 comentários:
De Anónimo a 30 de Maio de 2005 às 08:19
Muito obrigado, a SI que se identifica como MULHER, e ao meu querido Amigo ARLINDO, por mais uma vez terem passado por este nosso Canto.Existem comentários que sem qualquer tipo de dúvida abordam com discernimento tão minucioso e inteligente sobre os artigos de Base, que bem demonstram o interesse do que aqui é dito.Para além destas razões, a resposta a estas questões terá que ser dada com base no tipo de personalidade de cada um dos Comentadores.A tipificação da personalidade desenvolvida por cada Comentador terei que usar como uma ferramenta de gestão na resposta.Este comportamento que quero usar parte da ideia de que todos nascemos com preferências naturais que vamos desenvolvendo ao longo da vida e que vão defenindo a nossa forma de estar,observar,e querer. Poderia dizer de outra forma .Notar nos comentários as oposições e constatar se são de ordem Introversa,Extroversa,Sensitiva, Intuitiva, Emocional,Racional,Julgador ou Perceptivo. Como não admito ser um adivinho quero responder com base cientifica. Confesso no entanto que tudo está a ser muito divertido. Pois apercebo-me que as diferenças de Comentários e Mail,s são francamente inteligentes o que exige um maior cuidado da minha parte e cuidado nas respostas. NO próximo Artigo vou reponder a tudo minuciosamente, juntando assim o útil ao agradável, desculpem este opturnismo de tempo, mas assim será. Até lá mais uma vez o meu maior obrigado porque são os Vossos Comentários que enrriquecem este espaço, que não é meu é nosso. Recebam um Abraço de verdadeiro agradecimento pelas questões, e de muita AmizadeSantos Sampaio
(http://vozdaliberdade@sapo.pt)
(mailto:vozdaliberdade@sapo.pt)


De Anónimo a 27 de Maio de 2005 às 01:51
Estimado amigo Santos Sampaio, é com muito agrado que “cá temos a VOZ DA LIBERDADE”, as sua palavras fazem-nos reflectir muito sobre o nosso “mundo”, nomeadamente este pequeno rectângulo que fica na Europa (Portugal).
Desde das eleições que, este canto, a “voz da Liberdade”, não se expressava, sobre os problemas da nossa sociedade, sem preconceitos, sem quaisquer ligações institucionais, nem ligações a lobbies de interesses, políticos, económicos e religiosos, etc...
Todos temos uma simpatia por qualquer coisa (política, religião, etc...). Mas, simpatizar, não quer dizer, acatar de olhos fechados, o que os “cabeças” das nossas “instituições” defendem, porque é politicamente e socialmente correcto. Devemos sim “estar do lado da razão e da verdade doa a quem doer”.
O meu amigo, é um exemplo do que devíamos ser, os primeiros críticos do que achamos menos correcto dentro das nossas “instituições”, sem preconceitos e sem medos. Obrigado por ser assim, cada vez mais sinto orgulho de ser seu amigo, ao seu lado só estou a aprender.
Todas as mudanças que ocorreram nos últimos tempos, políticas, religiosas, e económicas, são pertinentes de um comentário, mas há que restringir. A questão do aborto, ainda vai derramar muita tinta, desde da posição do novo papa sobre este assunto, ás decisões políticas que ai advém.
O papa está-se a relevar um bom político, ao tentar mover massas para o seu lado, primeiro chama a comunicação social, faz-lhe elogios, porque sabe que é bom ter esta força do seu lado, depois para amanteigar os cristãos, propõe beatificação, do nosso ex PAPA JOÃO PAULO II, que na verdade é um “SANTO”. O que será que o novo papa esta a preparar?
O papa Bento XVI, ainda não relevou a sua posição como papa em assuntos problemáticos. Só espero não estragar o que o SANTO JOÃO PAULO II fez pela Humanidade, apesar de ter tido algumas falhas, nomeadamente no que respeita ao “aborto” e ao uso dos contraceptivos. Talvez, fosse o seu maior erro, acredito que se a sua vida se prolongasse, daria nos próximos tempos um passo importante nestas questões, e teria coragem de pedir desculpas a humanidade fragilizada com estes assuntos.
A nível interno é pena que os políticos queiram tomar decisões que compete nomeadamente a terceiros, em vez de tomar decisões que lhes compete. Deviam sim se preocupar, com a nossa economia, finanças, segurança, cultura, e problemas sociais. Aliás, o problema do aborto não é mais do que uma consequencia dos problemas que os políticos não conseguem resolver, nomeadamente, educação, planeamento familiar, melhores condições económica e sociais. Já pensaram que muitas pessoas abortam, porque: engravidaram por desconhecimento, não tem boas condições de vida, foram violadas, não são aceites socialmente, são descriminadas pela sociedade, etc..
Convém lembrar que não são as “prostitutas” que recorrem ao aborto, essas estão mais do que preparadas para não engravidar, são sim, as nossas amigas, e/ou as amigas das nossas amigas.
A questão do aborto é uma questão muito problemática, porque está em causa a “vida”. O que é a “vida”? È apenas respirar? Não sei!!!!!!!!!!!!!
Por mais que queira não sei que posição tomar, talvez porque nunca tive numa situação dessas, e se estivesse? O que varia? Não sei!!!!!!!!!!!!!!! Eu sim, porque a questão do aborto não é dos políticos, mas também não é só da mulher, o homem (progenitor) também deve ter uma palavra.
Arlindo
(http://ar)
(mailto:a@portugalmail.pt)


De Anónimo a 27 de Maio de 2005 às 00:30
Caro Santos Sampaio, felicito-O pelo Seu Blog, que discute matérias bastante actuais. Ao ler o seu artigo revi nele muitas vozes que estão abafadas por variadissimas razões, sendo uma delas a passividade e acomodação. Sou Mulher e o Aborto diz-me muito, embora não seja apologista que se faça como prática corrente, reflito sobre o assunto e reconheço que a verdade de hoje,pode ser mentira amanhã. Dando como exemplo, ser vítima de violação, engravidar em condições precárias, ter um bebé com danos que não lhe permitissem ter um vida independente.
Choca-me o facto de um Padre dizer que uma criança de 5 anos se pode defender dos maus tratos que receba gritando, Vanessa gritou muito e ninguém a ouviu, foi queimada viva. O dito Senhor esqueceu o grito de alma que se torna dilacerante para uma Mulher consciente que têm que optar pelo aborto, retirando do seu útero a mórula (forma embrionária que resulta das primeiras segmentações do ovo fecundado (ou activado) e que consiste numa aglomeração de células ou blastómeros, que faz lembrar o aspecto de uma amora).
Perante o que lhe digo e como li em comentários anteriores de que era um caso que iria desenvolver, muito gostava que dissesse algo relativamente à opinião de um Padre, que segundo reza a Igreja está ao dispôr de toda uma comunidade (sem exclusões), para ouvir, absolver, perdoar e não julgar. Perante isto, o que faz ou deve fazer um Padre quando ouve o Grito de Alma de uma Mulher que o procura para desabafar o sua dôr?
Muito Obrigada Caro Amigo (se me permite tal intimidade), pela sua Voz inquietante e perturbadora para aqueles que continuam a ver na ignorância a melhor forma de subverter a condição de Mulher para Menor.Um Abraço de solidariedade pelas causas por que luta.
Mulher
(http://http/)
(mailto:amc@hotmail.com)


De Anónimo a 22 de Maio de 2005 às 02:36
Obrigado amigo José Luis pelo o teu Mail,pertinente mas rico no tema apresentado, vamos lá vêr se consigo, no proximo artigo abordar em profundidade o assunto referido. Um enorme abraço de muita amizade e Solidariedade, juntos vamos vencêr.Adeus rapaz e mto obrigado SANTOS SAMPAIO
(http://Voz da liberdade@sapo.pt)
(mailto:vozda liberdade@sapo.pt)


De Anónimo a 21 de Maio de 2005 às 00:23
Muito Obrigado Jorge Miguel, pela simpatia com que trata este espaço Voz da Liberdade, e por nos ter visitado.
Quando Lhe digo da Sua simpatia refiro-me o ter considerado este espaço como "o acordar o pensamento" ou procurar que a preguiça mental não nos bloqueie".
-Penso que só uma coisa agora importa: responder ao Seu comentário.
Sabe que aquilo que a natureza nos concede à partida, aquilo que nos dá de natural, é um corpo pleno de potencialidades. Mas épocas políticas passadas, e mentes retrógadas nunca consideraram a Mulher, como uma igual, em épocas políticas já referidas até existia o "chefe de família", logo aqui a Mulher era considerada como menor; hoje nos consciencialismos modernos, religiosos, retrógadas e "intelectualizados", continuasse a achar a Mulher como um Ser sem consciência, de tal forma que até decide "abortar".
Mais uma vez existe todo um propósito de ser dono da Mulher, menoriza-La.
Chegados aqui, fica-se com uma discussão patética, é crime? deve ser condenada? ou julgada mas não condenada? É que com estas capas de "politicamente correcto" fica perigoso deixar que os poderes instituidos digam tantas coisas sobre a nossa intimidade, lamentavelmente verifica-se que já nem com maiorias políticas se decide, mas ao contrário para não escandalizar "os tais conscienciosos" referendasse, se a mulher é ou não dona de si própria.
Tão pouco é preocupante para os referidos pensar no problema psicológico do que é uma mulher deixar de ser filha para o ser Mãe, a ser assim Querido Amigo, qualquer dia, por este andar, vai exigir-se fiador para o acto de nos deitarmos com alguém que se desejou, mas que engravidou sem o desejar.
Já li um certo Sr. padre achar muito mais gravoso fazer um aborto do que matar uma crinça de cinco anos.
Assunto que abordarei mais em promenor no próximo artigo a publicar.
Creio ter explicitado um pouco a sua curiosidade, recba um Abraço de muita Amizade e aguardo os seus comentários inteligentes que vem enriquecer este espaço que também é Seu, VOZ DA LIBERDADE.SANTOS SAMPAIO
(http://vozdaliberdade.blogs.sapo.pt)
(mailto:vozdaliberdade@sapo.pt)


De Anónimo a 19 de Maio de 2005 às 02:02
Sendo eu um novato nesta questão publicar comentários em Blogs, senti a necessidade de o fazer por achar este espaço verdadeiramente interessante, e importante, visto que nos dias que correm cada vez mais as pessoas preocupam-se questões mais mundandas. Aflige-me alguma "preguiça mental" motivada pelos Media que procura cada vez mais influenciar e vender do que propriamente informar.
Desde já agradeço a Santos Sampaio por colocar estas questões pertinentes, de forma por vezes mordaz, mas directa, sem rodeios, sendo uma "pedrada no charco" que finalmente nos acorda a todos para o livre pensamento.
Finalmente meu comentário, e visto este ultimo artigo abranger bastantes questões, resolvi comentar a questão do aborto. No momento em que escrevo o comentário o referendo foi adiado(sab-se lá para quando), e revolta-me constatar que os partidos politicos, ou as pessoas que os representam, andam a rodear a questão, prendendo-se muitas vezes com pormenores que muito pouco têm a haver com o aborto. Consterna-me que mais uma vez a questão do aborto seja um palco de polémica, e com o risco de cair no ridiculo, não pelo teor da questão em si mas por toda a "fantochada" que a rodeia. Espero que quem tenha o poder decisório,e se diz proteger os Direitos da Mulher, leve a avante, passando o que era uma mera promessa a um acto.
Obrigado pelo "despertar", e vou continuar a ser um blogger atento.Jorge Miguel
(http://)
(mailto:jmpnog@gmail.com)


De Anónimo a 17 de Maio de 2005 às 22:55
Muito Obrigada Carina por ter visitado o nosso canto Voz da Liberdade, e pelo comentário. Naturalmente que observo com muito cuidado tudo quanto escreve, pois sei que o faz com verdade e veemência. A dissertação que fez do que pode ser um blog, naturalmente que concordo, mas como já deve ter deduzido, a idade e experiência de vida, não me permite a lamechices e usar o mesmo como um meio de (CARTAS DE AMOR), entendo que para isso há espaços e lugares próprios, doutra forma não têm para mim qualquer sentido um blog.
Tudo isto me supreende muito e infelizmente na negativa, é que em outros tempos que não os seus, havia um ópio chamado do Povo, era religião, futebol e fado. Hoje por incrível que pareça, com uma crise que de todos é conhecida, o sistema continua o mesmo, quando vejo gente individada, pagar 200 EUR por um bilhete para o futebol, interrogo-me se não estarei eu cego ou louco.
Mas constato que, nem estou cego, nem louco.
Aproveito o comentário que lhe faço para responder a alguns mail’s, pois de outra forma não terei tempo. É que de alguns mail’s recebidos, toda a gente acha imensa graça ao cartoon do Papa, mas não o coloquei sem intenção, é que quando recordo as palavras de um Bispo Português que sempre defendeu os mais oprimidos e que até bem pouco tempo estava colocado na cidade de Setúbal, que disse “Morra o Cardeal Ratzinger e viva Bento XVI”, pois eu então digo, é que se fizermos um historial deste Sr. Joseph Ratzinger, Cardeal, temos que nos interrogar sobre o novo Papa, porque o mesmo não é apenas teórico, a fazer valer pela sua conduta, foi o que ja fez, quanto tanto a influência da Igreja o permitiu, quando da eleições da EUA, em que o mesmo se deslocou e alertou os Bispos americanos, que não dessem a comunhão a quem fosse favorável ao aborto, se bem se recorda no programa do candidato Democrata (John Kerry), era uma das bandeiras da sua campanha, não contente procurou intervir na UE, argumentando que a Europa é de natureza Cristã e como tal, contra a entrada da Turquia na UE. Aliás, as suas posições inflexiveis sobre o aborto, a negação do acesso das mulheres ao sacerdócio, contra o uso de contraceptivos, homosexualidade, etc...
Não é por acaso na cúria era chamado quando Cardeal de “rotweiller de Deus” e o cardeal “Panzer”, a sua grande luta é contra o “relativismo secular dos tempos modernos”, e não duvido que continue a lutar pelas mesmas causas sem dó nem piedade, aliás foi notório nas Homilias que proferiu durante a SEDE VACANTE, o que quer dizer até ha eleição do novo Papa. Por tudo isto tem todos aqueles que se tem rido mutio com o Papa a fazer a cama e achado muita graça, a razão de (EU gostar tanto) do Sr. Ratzinger, hoje Bento XVI.
santossampaio
(http://vozdaliberdade.blogs.sapo.pt)
(mailto:vozdaliberdade@sapo.pt)


De Anónimo a 17 de Maio de 2005 às 17:18
Caro Amigo Santos Sampaio, pegando nas suas últimas palavras "porque este é de facto o sentido de um blog", devo lhe dizer que "A definição de Blog não é consensual. Um Blog é um registo cronológico e frequentemente actualizado de opiniões, emoções, factos, imagens ou qualquer outro tipo de conteúdo que o autor ou autores queiram disponibilizar.
Existem muitos tipos de Blogs, ouve-se muitas vezes a expressão "Diário virtual" para descrever o Blog, o SAPO pensa que um Blog pode ser muito mais do que isso. Depende apenas e só do que o autor ou autores queiram que o seu Blog seja.", ou seja, depende do sentido que cada um lhe quer dar.
Quando lemos os seus artigos, está implícito que o seu blog é de utilidade pública, um canto onde cada um se pode refugir, da poluição verbal, sonora e visual que é obrigado a constatar todos os dias, porém, há os outros que gostam daquilo que parece de facto não ter sentido. Mas isso, Meu Amigo é o reflexo da sociedade que temos, pensar é atitude que não existe nesta sociedade permissiva e por outro lado intransigente, em vias de seguir o modelo americano, onde a hipocrisia é rainha.
O que precisamos cada vez mais é que pessoas como O Santos Sampaio escrevam artigos como este e tragam ao de cima verdades, aquelas que ninguém quer ouvir, porque a verdade dói.
E por outro lado, que todos nós sejamos menos permissivos com a adulteração dos valores essenciais, aqueles que levaram a que o dia 25 de Abril de 1974 ficasse na história de Portugal.
O seu Regresso não podia ter sido melhor, um beijo de alma e coração!!!
Carina
(http://vozdaliberdade.blogs.sapo.pt)
(mailto:abernardo@iol.pt)


De Anónimo a 16 de Maio de 2005 às 23:23
José Manuel Obrigado por tudo quanto diz no seu Mail,mas esteja descansado que até que tenha um pouco de folego e lucidez, jamais me calarei.Receba um abraço de amizade,e apareça sempre como melhor Lhe convier. SANTOS SAMPAIO
</a>
(mailto:vozdaliberdade@sapo.pt)


De Anónimo a 15 de Maio de 2005 às 21:16
Mto obrigado Carlitos pela tua visita a este nosso canto,que muitos já julgavam para seu gaudio como mudo ou desaparecido. Mas burro velho é difícil de domar. Hoje vou responder ao teu Mail que mto agradeço.Quanto há nossa luta, é importante é não parar tão pouco desistir.Bom um abraço e se não for mais cedo em SETEMBRO lá estaremos.SANTOS SAMPAIO
</a>
(mailto:vozdaliberdade@sapo.pt)


Comentar post

blogs SAPO

.subscrever feeds