"Para não fazeres ofensas e teres dias felizes, não digas tudo o que pensas, mas pensa tudo o que dizes." Antonio Aleixo

Free Web Counter
Quarta-feira, 6 de Julho de 2005

LAMENTO!!!

lamento.JPG



Tento contar coisas, mas, mal me calo, reparo que ainda nada disse.
Algo de brilho e peso maravilhosos, forma-se-me cá dentro e zombo das minhas próprias palavras.
Será a linguagem desta gente, e que eu ainda não entendo, que se introduz, a pouco e pouco em mim? CASOS, IMAGENS, SONS, tudo a fundir-se num todo que as palavras não captam nem alteram.
Tudo vai para além das palavras, imagino-me um homem que, desaprendeu o que era a PALAVRA, a HONRA, os VALORES, a VERDADE.
Afinal nesta linguagem capto, MULHERES sem direitos, julgadas por abortarem, como que isto fosse como o beber de um refresco! Imagens de um Povo descontente e faminto de verdade que diariamente se manifesta nas ruas da cidade.
Honra que desonra, as promessas dos políticos. Valores que não contam, que haja desemprego, fome, miséria, gente explorada, pouco importa. A Verdade onde está? NÃO EXISTE.
Sons de lamentações, de um PAPA QUE HOJE É BENTO XVI, que apela aos mais ricos, mas esquece a própria opulência em que vive.
Constato que o seu lamento é a sua fronteira, que protege e defende e diz-Nos "PENSAI NOS POBRES! PENSAI NOS POBRES!" e para amortizar as suas CÍNICAS palavras, diz-nos DEUS TE ABENÇOARÁ.
Compreendo que afinal tenho que continuar a gritar contra todo este cinismo e lamúrias infantis, POIS ESTE É O MEU LAMENTO!!!
publicado por Solidário às 23:22
link do post | comentar | favorito
|
26 comentários:
De Anónimo a 22 de Julho de 2005 às 23:42
Querido Amigo Arlindo, muito obrigado por ter passado neste nosso canto, onde vomitamos a raiva,e o desespero de tão pouco podermos fazer. Na consciência fica-nos a certeza de uma vontade, que este povo DESPERTE,mas com discernimento de um querer lúcido. Lucidez que envolva uma reflexão sobre tudo o que se está a passar.Desemprego,falta de habitação,exploração dos que produzem riqueza e tantas mais coisas, em que não nos é permitido, adormecer sobre tanta tragédia é de facto o nome certo(TRAGÉDIA) Tocou no Seu comentário num ponto,em que tenho dificuldade em falar, por motivos vários, pela tenacidade da luta, pelo o sofrimento tido hás mãos dos espirros da (pide-dgs)fascínoras que ainda hoje por aí se passeiam. Este foi de facto um muito que passou o grande Homem ALVARO CUNHAL. Homem de corpo inteiro e de uma só verdade e vontade, verdade porque os seus discursos nunca tiveram zigue-zagues. vontade, porque a Sua maior preocupação, era o povo que amava, os explorados e oprimidos, odiado por uns, amado pelos os que lutam por ideais comparados, mas tal como bem diz o Povo correu há Rua para pela ultima vez lhe agradecer tudo quanto fez por Portugal. Janelas apinhadas,povo anónimo nas ruas e milhares de CRAVOS lançados num adeus, de todos os lados,afinal o carro que transportava os Seus Restos Mortais, mais parecia o jardim que sonhou para este povo. Jardim de Liberdade,de um Não total há exploração, e de um Grito permanente, de fascismo nunca mais. Incomodou muitos, mas foi gratificante vê-los como num acto de contrição pedindo desculpa por nunca o terem entendido, São as tais palavras cínicas que os Srs políticos bem falantes aprenderam com uma facilidade assustadora.Mas morreu o Homem mas não a Sua Obra, porque a responsabilidade é maior.HONRAR A SUA MEMÓRIA.Muito obrigado, pela Sua lucidez,outra coisa não seria de esperar, de um homem inteligente como o meu grande amigo é.Por tudo isto temos que de facto saber honrar a PALAVRA, A VERDADE, E LUTARMOS POR UMA SOCIEDADE MAIS JUSTA.
Santos Sampaio
</a>
(mailto:Voz da Liberdade@sapo.pt)


De Anónimo a 21 de Julho de 2005 às 13:29
Bom Amigo Jorge Miguel, muito obrigado por ter visitado este nosso canto, que como diz tem o sentido de despertar. Acredite que é verdade, tem sido a minha missão ao longo dos tempos, despertar um povo adormecido que se têm acomodado àquilo que os bem falantes lhes transmitem, mas não cumprem. Até que a vida me permita gritarei sempre contra esses mesmos pela exploração que está inserida nos seus discursos, que mais não são do que a forma habilidosa de enganarem todo um povo que já não vive, mas que se alimenta de esperança e esta é como que um bálsamo de confiança numa modificação que afinal nunca acontece, e ao não acontecer, que podemos chamar a isto? Pregar aos incautos e assim harmoniosamente explorar...explorar...explorar, e inserido nesta exploração estão os trabalhadores mais pobres e os ricos mais ricos, talvez que pense que há uma certa pertinência da minha parte contra a riqueza, acredite não existe porque isso seria um sentimento negativo, aquilo que o povo diz (inveja), não me incomoda a riqueza de outréns, incomoda-me sim que esses mesmos se esqueçam que são os tais explorados que os enriquecem com os precários salários e com a ameaça permamente do despedimento. Hoje se algo me preocupa é saber que muitos dos trabalhadores não têm a certeza do seu posto de trabalho, reflicta e veja quanto angustiante esta situação e quanto ela não bloqueia uma produção mais efeciente e alegre, é isto Querido Amigo que pretendo que aconteça, que este povo desperte e não se silencie nos direitos que lhe foram concedidos com muita luta no celebre dia 25 de Abril de 1974. Receba Um Abraço de muita amizade e estima deste seu Amigo que o considera e volte sempre porque este também é o seu blog. É a VOZ DA LIBERDADE.Santos Sampaio
</a>
(mailto:vozdaliberdade@sapo.pt)


De Anónimo a 20 de Julho de 2005 às 11:06
Mulher Bonita, e inteligente, é bom lêr-te neste nosso canto.Sei quanto te perturba a ideia do aborto.Mas nós não incentivamos a tal.O que dizemos Sim...è que a Mulher é livre,e quando a tal tem que recorrer tem que ser em momento de desespero de causa,pois não é fácil uma tal decisão.Não será o fenómeno da Maternidade, que mais nos faz admirar a Mulher? Claro que sim. Mas usá-la de acordo com cabeça de outrens,jámais.Hei-de falar-vos dos traumas provocados pelo o aborto, o que quer dizêr que é uma decisão muito séria. Mas devassar Mulheres, ultrajá-las, considerando-as assassinas, isso nunca.E é por a liberalização de tal comportamento que nos batemos, e sabes porquê,é porque nem todas as Mulheres podem ir a Espanha fazer abortos, até ponho em causa se serão dos seus companheiros ou maridos,mas isso é outro caso. Por aqui me fico e mais não digo. um beijo de muito carinho, e o meu maior obrigado por teres vindo a este teu canto VOZ DA LIBERDADE. SANTOS SAMPAIO
</a>
(mailto:Voz da Liberdade@sapo.pt)


De Anónimo a 20 de Julho de 2005 às 08:59
Querida Amiga CARINA muito obrigado pela tua visita. Dizes-me sempre algo que me deixa um pouco atrapalhado.1º pelo o teu discernimento 2ºPela forma inteligente como observas a situação em todos os seus pontos 4ºporque te vejo uma Mulher grande de uma luta verdadeira apar das injustiças de que tens sido vitima. 5ºè com essa força,com essa tenacidade, que um dia hás-de vencer, e mostrares aos incompetentes da tua capacidade. è assim querida e muito amiga que podemos usar a célebre frase de (PALMIRA BASTOS=AS ÁRVORES MORREM DE PÉ. estou convencido e com a certeza, que também de Pé hás-de vencêr. Nunca te deixes é derrotar, porque isso seria a alegria dos incompetentes. Aprende a SORRIR, e se fôr com um pouco de sarcasmo quanto melhor, pois isso perturba-os,confunde-os, luta amiga falando sempre nos teus direitos. um dia serás tu a sorrir, pois os incompetentes morrem por morte prematura.Recebe um BEIJO muito Grande deste teu amigo que muito te admira e te deseja o melhor do mundo.Volta sempre a este canto que é teu.VOZ DA LIBERDADE SANTOS SAMPAIO
</a>
(mailto:santossampaio@sapo.pt)


De Anónimo a 19 de Julho de 2005 às 19:35
Queridas Amigas, sei que de facto estão solidárias não comigo, mas com VOZ DA LIBERDADE. Sei da vossa Amizade, e agradeço-Vos o muito carinho que não mereço, no Mail enviado BEM-HAJAM. Existem coisas que já me custam lêr, o meu coração anda um pouco fraquito e ás vezes provoca uma atrevida lágrima. Muito e muito obrigado, não esqueçam nunca o que vos disse no colóquio.Assim sereis Mulheres de Corpo inteiro. recebam um beijo de muita amizade.Santos Sampaio
</a>
(mailto:Vozda Liberdade@sapo.pt)


De Anónimo a 19 de Julho de 2005 às 19:23
Maria Amélia, obrigado por teres felicitado VOZ DA LIBERDADE, mas quem está de parabéns, são aquelas Mulheres que depois da humilhação porque passaram,com suas vidas devassadas, o Douto Tribunal não encontrou provas para as condenar. Mas não estou satisfeito, só o estarei quando esta farsa terminar,e os Senhores Deputados se resolverem a resolver este problema de VÊZ.Afinal para que servem as maiorias? Ou estão há espera que o Papa dê autorização. Somos um País Laico, chega de intromissões da Igreja nas coisas politicas do País,Os senhores Padres têm muito para reflectir, se o fizerem o tempo é-Lhes curto, seria óptimo que olhassem para os seus UMBIGOS,e já que dizem Amar Tanto A Cristo, pois então que de Joelhos lhe pessam perdão,por tanto mal que fazem desde o encobrimento de procedimentos, que bastante tem sido publicitado pela Comunicação Social,que até levou alguns Senhores Bispos a mudarem de dioceses. E mais não digo porque é perdêr tempo demasiado com estes senhores.Obrigado pelo o teu beijo que sei sêr de muita amizade e carinho. Um beijo para ti de muita solidariedade.Santos sampaio
</a>
(mailto:vozda liberdade@sapo.pt)


De Anónimo a 19 de Julho de 2005 às 18:59
Que te dizer Luis? Que não nos podemos calar perante tanta miséria, tanto despedimeento, tanto desemprego tanta fome.Não me importa tão pouco me preocupa a fortuna de outréns. Mas preocupa-me que se esqueçam, que essa foi adquirida com o esforço dos que trabalham e que são explorados. A esses direi sempre fascismo nunca mais.Obrigado por vires a este teu canto.Um beijo há tua Companheira. E para ti aquele abraço de muita solidariedade. E força Amigo, não esmoreças.A luta é dificil mas acredita é nossa. Santos Sampaio
</a>
(mailto:vozda Liberdade@sapo.pt)


De Anónimo a 18 de Julho de 2005 às 02:01
Pedro Reis,nunca duvidei da tua amizade, mas o que me disseste no Mail, não mereço, foi muito lindo da tua parte, Chorei sabes? Os Homens também choram, e o meu coração já não está para grandes emoções. Veremo-nos de certeza em Setembro, para nos abraçarmos de punho fechado mas bem erguido.Obrigado grande Amigo.Beijo há tua Companheira e aos miudos. Santos Sampaio
</a>
(mailto:Voz da Liberdade@sapo.pt)


De Anónimo a 18 de Julho de 2005 às 01:52
Luisa Maria, não tens que me agradeçer nada. A denuncia que faço aos maus tratos infligidos, há Mulher, fazem parte do mesmo programa da luta que encetei contra tudo que seja exploração. Estou aqui humildemente para vos servir, e não me servir, e até que a vida me deixe gritarei sempre EXPLORAÇÃO NUNCA MAIS seja fisica ou psicológica.Um Beijo de muita amizade e solidariedade.Santos Sampaio
</a>
(mailto:Voz da Liberdade@sapo.pt)


De Anónimo a 18 de Julho de 2005 às 01:44
Muito obrigado Amigo, Manuel Vaz por ter visitado este canto. Considere-O Seu, e ouxalá que os votos que deseja, que este espaço tenha O ECO pretendido. Seja uma realidade, este é o meu propósito, o que FÔR SOARÁ, como diz o nosso Povo. Reitero tudo quanto lhe disse no Mail.Receba um abraço de Amizade e agradecimento pelo o que me disse. Muito e Muito ObrigadoSantos Sampaio
</a>
(mailto:Voz Da LIBERDADE@sapo.pt)


Comentar post

blogs SAPO

.subscrever feeds