"Para não fazeres ofensas e teres dias felizes, não digas tudo o que pensas, mas pensa tudo o que dizes." Antonio Aleixo

Free Web Counter
Sábado, 7 de Janeiro de 2006

AS MENTIRAS DE CAVACO SILVA - 2ª PARTE

mcv.JPG


O Ex Presidente da República Mário Soares e o actual Drº Jorge Sampaio em quatro mandatos, sucessivos, mostraram aos PORTUGUESES como se pode ser Presidente activo sem sair fora dos poderes Constitucionais e sem interferências descabidas nas funções governamentais.
Não é isto que pretende Cavaco Silva e seus apoiantes.
Quem se proponha a sair deste esquema, e a enfatizar um poder presidencial de se envolver na definição de orientações ou prioridades estratégicas da governação ou de influenciar políticas públicas, em especial as da área de Cavaco Silva, não está somente a seguir uma receita para desrespeitar a separação de poderes e a ingerir-se indevidamente na função parlamentar e governativa, Cavaco Silva mente porque diz cumprir a Constituição, mas este não tem sido o seu discurso, assim esquece e torna díficil as exequiveis e genuínas tarefas Presidênciais.
Senão vejamos.
Como pode ser regulador e arbitro quem se envolve directamente como agente ou protagonista das políticas governativas?
Tal como sucede noutros domínios também aqui mais significa menos; E o pretendido activismo presidencial lá onde o Presidente é impotente, só serve para esconder a incapacidade e a passividade no que respeita ás funções onde o presidente é insubstituível.
Esta tem sido a forma como Cavaco Silva e o grande capital que o apoia pretende rasgar a Constituição de Abril e fazer a Constituição de uma maioria de direita como já reclama o líder do partido CDS - PP - Ribeiro e Castro.
Por tudo isto, Cavaco Silva MENTE.

publicado por Solidário às 23:30
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Anónimo a 16 de Janeiro de 2006 às 22:34
Se as sondagens correspondessem à realidade, já a (verdadeira) esquerda tinha desaparecido. A unica "sondagem" que vale é (neste caso) a de dia 22 à noite. Mais que sondagens, importante é a preocupação e luta diária por um Portugal mais justo e mais solidário... sim, porque ao contrario do que outros pensam, a luta continua para além de dia 22 de Janeiro.menouv
(http://caminhoscruzados.blogs.sapo.pt)
(mailto:siulcosta@hotmail.com)


De Anónimo a 10 de Janeiro de 2006 às 01:54
Li com agrado o seu comentário, Srº DEMOKRATIA sabe: Voz da Liberdade,não impõe nada, limitasse, a alertar para as não realidades do momento em causa.Quanto a números, já os conhecemos bem.Isto é um tempo de números,são os da lista telefónica os do B.I., o de contribuinte,cartões de crédito de débito etc.etc.mas aqueles a que se refere sabemos como são,fabricados,e os porquês, impressionam, nós sabemos;mas na realidade a validade dos referidos são os Votos contados.Repare, NÃO TEMOS DITO NADA QUE NÃO SEJA VERDADE.O seu candidato dizia não têr apoios partidários,mas ao verificar que as favas ainda não estão contadas,grita há que Del-Rei venham lá os apoios,assim aparece quase que escondido o presidente do partido PSD,o do CDS igualmente mas com a arrogância característica da direita fascizante,e porquê o meu amigo deve saber porque também apoia a ideia rasgasse a Constituição porque Ela é a mãe do (terrorismo)é isto caro amigo que a direita pretende, por isso o grande capital apoia o seu candidato e num puro enraivado, muda o discurso e diz que o grande adversário,são os abstencionistas, e é urgente mobilizá-los,pois diz o seu candidato que estão em perigo os próximos 5-10-15-anos,note: cito Cavaco Silva.Não fui eu que disse, para quem sabe ler nas entrelinhas, entenderá o golpe palaciano que o referido pretende. Mas pode estar certo (fascismo nunca mais)e na hora da verdade sabemos unirmo-nos para dizer mais uma vêz.(NÃO A CAVACO SILVA)aconselho-o a lêr o livro do Professor CADILHE e terá a resposta para o grande causador de toda esta grande crise económica,não digamos que Cadilhe é um homem de esquerda só porque diz a verdade,mas é importante analisar o seu raciocínio. Receba os meus cumprimentos VOZ DA LIBERDADE
</a>
(mailto:vozdaliberdade@sapo.pt)


De Anónimo a 8 de Janeiro de 2006 às 19:37
O povo escolherá qual o melhor caminho para portugal. O voz da liberdade não impor a sua opinião, julgando os portugueses de ignorantes. Se 60% da população apoia Cavaco, então, significa que o povo exige a mudança, talvez até da constituição.
E já agora, Sampaio dissolveu o parlamento afirmando que o governo de Santana não tinha condições para continuar, ou seja, um arbrito pode mostra o cartão vermelho não sendo por isso anti-constitucional. Cumprimentos democráticos.DEMOKRATIA
(http://demokratia.blogs.sapo.pt)
(mailto:pavt86@sapo.pt)


Comentar post

blogs SAPO

.subscrever feeds